Cuidados com o corpo: Como prevenir as estrias na gestação - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

0
Como prevenir as estrias na gestação

A maioria das mulheres tem um desejo em comum: ser mãe. Quem já realizou o sonho
da maternidade costuma dizer que é uma das melhores épocas da vida. Porém, grande
parte também afirma ter ganhado algumas marcas, além daquelas dos momentos de
recordação: as estrias.
Temidas pelas futuras mamães, as estrias costumam surgir, principalmente, na região
abdominal e nos seios, mas também podem aparecer nos glúteos, braços e nas costas.
Os fatores mais comuns para o aparecimento destas marcas são estiramento da pele,
genética e influência hormonal da gestação. Não são todas as mulheres que terão
estrias na gravidez. Alguns dados da literatura médica informam que 50% a 90% das
gestantes são acometidas por essas cicatrizes. Isso ocorre principalmente no segundo
e terceiro trimestre da gestação em 43% das gestantes. As gestantes mais jovens
costumam ter mais chance de ter estrias que as acima de 30 anos de idade.
Independentemente de estar grávida ou não, o hábito de hidratar a pele com produtos
de qualidade é sempre bem-vindo. Além disso, o uso do protetor solar, antes e depois
do surgimento das estrias é importante.
O controle do peso é fundamental, uma vez que as estrias ocorrem pelo estiramento
da pele, e rompimento das fibras de colágeno e elásticas, que é maior, quanto maior o
ganho de peso.
O tratamento, ele deve ser iniciado logo que as estrias aparecem e estão vermelhas,
pois respondem muito melhor nesta fase. Quando já estão esbranquiçadas, antigas, o
tratamento é mais difícil. Para o tratamento das estrias, pode ser usado o laser de CO2
fracionado, a luz intensa pulsada, o microagulhamento, peeling de diamante
(esfoliação da pele) e o peeling de ácido retinoico, muitas vezes combinados, para
resultados melhores e mais rápidos.



Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Cuidados com o corpo: Cuidados essenciais para cabelos ressecados - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

1
Cuidados essenciais para cabelos ressecados

Pessoas com pouca produção de sebo no couro cabeludo tem cabelos mais secos e menos
brilhantes, naturalmente. Isso é diferente dos cabelos estarem ressecados, o que ocorrem quando
a haste do fio está alterada.

Os cabelos podem ficar ressecados por vários motivos, como por exemplo: a poluição, o cloro de
piscinas, a água salgada do mar, a exposição ao sol e agentes descolorantes. A radiação solar
ultravioleta A penetra profundamente nos fios dos cabelos, enquanto a radiação ultravioleta B
penetra um pouco mais superficialmente, mas ambas alteram a cutícula do fio e fazem com que
haja perda do brilho e que a haste fique quebradiça e embarace mais. A cutícula é a camada mais
externa do fio, e é composta por células mortas, achatadas, que se dispõem como telhas (5-10
camadas) de um telhado. A segunda camada do fio é o córtex, e a camada mais interna é a
medula. A cutícula é a camada que mais sofre com agressões externas, deixando o fio frágil e
ressecado.

Os cabelos que têm mais tendência á ressecar devem ser lavados com água morna, pois a água
muito quente abre a cutícula do cabelo, deixando-o mais suscetível ao danos solares, à poluição e
agentes químicos, que ressecam os fios. O sal e o cloro, da água do mar e da piscina, ressecam os
cabelos, que devem ser enxaguados logo em seguida do término da imersão. O secador,se for
necessário, deve ser usado com temperaturas mais baixas, não muito quentes, para não ressecar
mais os cabelos. Além disso, o fio molhado é mais elástico, e se penteado e desembaraçado de
maneira errada pode quebrar mais.  Devem ser desembaraçados das pontas á raiz e com pentes
de dentes largos.

Os cabelos ressecados ficam mais alcalinos e o uso dos shampoos (que já são na maioria dos casos,
alcalinos), pode piorar o ressecamento, e abrir mais as escamas do fio, deixando-o mais suscetível
aos danos externos. A melhor escolha é o shampoo de PH mais ácido, inclusive preventivamente.
São os shampoos indicados para cabelos descolorados, com tintura, permanentes ou alisamentos.
Os condicionadores fecham as cutículas e ajudam a deixar os cabelos mais penteáveis, brilhosos e
macios, mas em muitos casos, não são suficientes para hidratar e recuperar os cabelos ressecados.
Nestes casos, a hidratação e a cauterização, feitas no salão são úteis e devem ser freqüentes. Em
casa, podem ser usadas máscaras hidratantes, duas vezes por semana, por exemplo, ou mesmo as
ampolas de hidratação, que selam a cutícula do pêlo também. Estas ampolas não devem ser
misturadas aos shampoos ou cremes de hidratação e, quando usadas, não há necessidade do
condicionador.

Cremes para pentear sem enxague, também mantém as cutículas seladas e podem conter filtros
solares. Produtos para cabelos, à base de silicone, como reparadores de pontas, contêm
substâncias responsáveis pelo selamento de cutículas, protegendo os cabelos.




Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 96864-5959
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Cuidados com o corpo: A acne nas mulheres - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

1
A acne nas mulheres

A acne nos adultos ocorre em aproximadamente 13% dos indivíduos, entre 25 e 50
anos e é mais comum nas mulheres. Na maioria dos casos (80%) é uma persistência da
acne que se iniciou na adolescência, mas em alguns casos pode se iniciar na idade
adulta mesmo.
Neste caso, pode ser mais frequente ao redor da boca e piorar na época pré –
menstrual, além de ser resistente ao tratamento, podendo deixar cicatrizes; ou pode
ser esporádica e em qualquer localização. Podem predominar somente cravos,
chamados de comedões, nas pessoas com pele muito oleosa, ou haver também
espinhas.
Esse tipo de acne é causada por fatores genéticos e hormonais, mas também pode se
acentuar com o uso de certos cosméticos, medicamentos, exposição solar e tabagismo.
Costuma ser muito frequente a piora no período peri-menstrual.
Esse tipo de acne pode ser causada por uma alteração na resposta da pele aos
hormônios, mesmo que estes estejam em níveis normais ou até mesmo por uma
alteração da defesa da pele á uma bactéria que vive normalmente na pele, chamada
Propinebacterium acnes, e que provoca inflamação crônica nas glândulas sebáceas e
aparecimento de espinhas.
Para tratar este tipo de acne, é importante avaliar se a pessoa tem algum distúrbio
hormonal, e se houver, tratá-lo. O distúrbio hormonal mais comum é a síndrome dos
ovários policísticos, nessas pessoas.
Se não houver algum distúrbio específico, o tratamento deve ser feito com
medicamentos chamados “anti-androgênicos”, geralmente em forma de pílulas
anticoncepcionais ou uma substância chamada metformina. Pode-se associar
medicações de uso local, limpeza de pele e até a isotretinoína por via oral, em alguns
casos.
Deve-se evitar o uso de substâncias oleosas na pele, que ocluam os poros e piorem a
acne, como maquiagens, cremes e óleos. Os pacientes com oleosidade e acne devem
sempre usar produtos orientados pelo dermatologista.



Dra. Natalia Cymrort – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Testei: Pond's Wet Cleanising (Lenços de limpeza)

1
Olá meus amores, tudo tranquilo:
Hoje venho com mais um produto da marca Pond's:  

Pond's Wet Cleanising



Sorteio Duplo!!! Venha Participar!!!

0
Olá meus amores.
Estou participando de um blog de Leitura (www.caminhandoentrelivros.com.br) e estamos sorteando 2 livros.
Vou colocar a postagem que fiz no outro blog e quem quiser pode participar.
Boa sorte a todos!

Olá literários.
Estamos com um novo sorteio, e dessa vez serão contemplados dois ganhadores.
A data do sorteio será dia 13/11/2015.



O primeiro colocado ganhará o livro: Sussurro da série Hush Hush da autora Becca Fitzpatrick.
O segundo colocado ganhará o livro:  O véu da Meia-noite da autora Lara Adrian.

Regras:


Cuidados com o corpo: Olheiras: verdadeiro “fantasma” de homens e mulheres - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

0
Olheiras: verdadeiro “fantasma” de homens e mulheres

Imagine a situação você levanta de manhã  prestes a sair para uma apresentação ou
reunião que pode mudar a sua vida e aí olha no espelho e se assusta com a o tamanho
de usa olheiras. Você até desanima. Tenta disfarçar com corretivo, maquiagem, mas a
verdade é que elas continuam lá.

Segundo a dermatologista Dra. Natália Cymrot, as “olheiras” são muito frequentes e
incomodam muito homens e,  especialmente, as mulheres  trazendo até prejuízos para
a autoestima. A causa mais comum das olheiras é o excesso de pigmento da pele
(melanina). Em algumas famílias, há  diversas pessoas afetadas e, portanto, parece
haver fatores genéticos envolvidos no aparecimento das olheiras. Há maior
prevalência em indivíduos de olhos e cabelos escuros.  Descendentes de povos do
Mediterrâneo têm uma predisposição maior ao problema também.
Uma outra causa, de acordo com a dermatologista, seria o aumento dos vasos
sanguíneos nas pálpebras, o que associado à hiper transparência da pele desta região,
causa uma coloração azul-arroxeada no local.

Maus hábitos também contribuem para o surgimento das olheiras, como noites mal
dormidas, estresse, alimentação deficiente, sedentarismo (a prática de exercícios
físicos melhora a qualidade do sono). até mesmo a Tensão Pré-Menstrual (famosa
TPM) pode causar olheiras, segundo a especialista.
Além disso, há pessoas que têm “bolsas” palpebrais ou até um sulco na região da
pálpebra inferior, com a formação de sombra. O tratamento das olheiras depende da
causa principal. Para os casos em que há deposição de pigmento verdadeiro, lasers e
luz intensa pulsada têm sido utilizados, com bons resultados.
São necessárias uma a cinco sessões, em média, com intervalos de um a dois meses.
Os efeitos colaterais mais comuns  são: ardor local, inchaço e vermelhidão na
pálpebra, formação de casquinhas e, eventualmente, escurecimento ou
branqueamento da pele, sempre transitórios.

Por outro lado, nos pacientes que apresentam olheiras devido à formação de sombra
na pálpebra inferior pela presença de bolsas ou sulco na pálpebra inferior pela
presença de bolsas ou sulco na região, a correção pode ser feita com preenchimento
de pele, usando o ácido hialurônico. O procedimento é muito simples, feito após a
aplicação de cremes analgésicos, com resultados excelentes e duração de um a dois
anos.



Dra. Natalia Cymrort – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Testei: Panquecas americanas

0
Olá meus amores, tudo tranquilo?
Hoje em venho com uma receita que estava namorando mas não tinha testado ainda.
O modo que mais gostei foi do canal: Confissões de uma Doceira Amadora.
Estava bem explicado e divertido, então usei a receita dela pra fazer.

Panquecas americanas




Testei: Ampola Capilar Pantene Hidro-cauterização 3 minutos milagrosos

3
Olá amores, tudo bem?
Eu sou inscrita no site The Insiders e fui contemplada com ampolas da Pantene.






Testei: Glade Pendure e perfume

0
Olá amores.
Eu achei esse produto no mercado e comprei para testar.


Glade Pendure e Perfume





Cuidados com o corpo: Envelhecimento da Pele - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

0
Envelhecimento da Pele

Os primeiros sinais de envelhecimento são vistos na pele. Para quem procura estar
bonita em qualquer idade, a dica é simples, esteja sempre alerta aos sinais de
envelhecimento da pele e leve uma vida saudável.

Os principais agentes do envelhecimento
O envelhecimento da pele depende de características genéticas, e de fatores
ambientais. A exposição aos raios ultravioleta, poluição, estresse, fumo e álcool
provocam a liberação de radicais livres, que são importantes causadores do
envelhecimento cutâneo, pois aumentam a degradação do colágeno e alteram a
elastina da pele, que pode ficar mais espessa ou mais fina, atrófica, enrugada, por
vezes amarelada, áspera e manchada (manchas brancas ou escuras).
A radiação solar é benéfica para a saúde geral, saúde óssea, para melhorar o humor e
tem muitas outras funções, mas também pode causar queimaduras e o
fotoenvelhecimento da pele. Pessoas com pele envelhecida pelo sol têm maior
probabilidade de desenvolver câncer de pele e lesões pré-cancerosas.
O bronzeamento artificial é altamente prejudicial, e, tanto quanto a radiação solar,
pode causar o envelhecimento precoce da pele (rugas e manchas) e indução de câncer
de pele.

O cigarro, devido ao calor da chama e ao contato da fumaça com a pele leva ao
envelhecimento mais intenso, por causar redução do fluxo sanguíneo da pele,
dificultando a oxigenação dos tecidos, o que parece contribuir para o envelhecimento
precoce da pele e para a formação de rugas, principalmente ao redor da boca.

Como prevenir e tratar o envelhecimento da pele
A dieta é importante para manter a pele saudável. A ingestão abundante de água, bem
como vegetais, frutas, peixe, carnes magras,vitaminas, proteínas e fibras, ajudam a
prevenir a formação de radicais livres.
Sabendo-se do papel do sol no envelhecimento da pele, qualquer tratamento de
rejuvenescimento obrigatoriamente começa com filtro solar. Como regra “básica”
devemos preferir os filtros com FPS 30 ou maior, que protejam contra os raios UVA e
UVB, e aplicá-los meia hora antes da exposição solar, e a cada 2 horas, nas áreas não
cobertas pelas roupas.

Para o tratamento do envelhecimento da pele há inúmeros produtos no mercado
(cremes, loções), com substâncias como: vitamina C, chá verde, ácido ferrítico, ácido
retinoico e seus derivados, ácido glicólico, coffee berry e outros, que muito auxiliam no
estímulo do colágeno da derme, combatem os radicais livres, ajudam na proteção
solar, no clareamento de manchas, e assim melhoram a cor e textura da pele.
Em alguns casos, no entanto, os cremes não são suficientes e são necessários
procedimentos. Os lasers estão cada vez mais sendo usados para tratar o
fotoenvelhecimento.
A luz pulsada é muito eficaz no tratamento de vasos da face, sardas, manchas de sol e
melhora a textura da pele. O laser de CO2 fracionado melhora muito os poros abertos,
cicatrizes de acne, manchas, rugas, dá tônus á pele, com melhora importante da
textura.
Há também as técnicas de preenchimento para as depressões da pele, rugas, vincos,
contorno facial, olheiras e cicatrizes de acne. São usados os ácidos hialurônico,
politáctico e hidroxiapatita de cálcio como preenchedores.
A toxina botulínica, por sua vez, serve para amenizar as rugas indesejáveis de
expressão da face, do pescoço, rugas no colo, melhorar o contorno facial e tratar
alguns tipos de cefaleia.
Muitas vezes, a combinação de técnicas é a maneira mais completa e eficaz de tratar o
envelhecimento da pele.



Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Bolo de cenoura com calda de chocolate

0
Olá meu amores!
Hoje venho trazer uma receitinha gostosa.
Bolo de cenoura com cobertura de chocolate.
Segue o vídeo:



https://www.youtube.com/watch?v=XeMaL8wbTtE

Cuidados com o corpo: Nutrição e rejuvenescimento da pele - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

2
Nutrição e rejuvenescimento da pele

Fatores genéticos e ambientais determinam nosso envelhecimento. A
produção de radicais livres é um evento natural no nosso organismo e o
simples ato de respirar, por exemplo, determina essa produção.
O excesso de radicais livres está diretamente ligado ao envelhecimento,
inclusive da pele. Além da má alimentação, vários fatores ambientais
contribuem para isso: poluição, estresse, exposição solar, excesso de
atividades físicas.

A alimentação correta traz vários benefícios, uma vez que, além de
reduzir o consumo de alimentos que elevam a produção desses radicais,
também fornece nutrientes capazes de neutralizar o efeito maléfico
deste excesso.
Quanto mais natural for a sua alimentação, melhor. Alimentos
industrializados são ricos em aditivos químicos, podem conter gorduras
trans e gorduras saturadas e, muitas vezes, açúcar em excesso. Isso é um
gatilho poderoso para a produção de radicais livres.Uma alimentação
adequada trará benefícios para a sua pele e para todo o seu organismo. Estudos demonstram que
alguns alimentos, ricos em substâncias antioxidantes, podem contribuir para a redução do risco de
envelhecimento precoce, entre eles:

Aveia: rica em beta-glucanas, que ajudam a controlar processos inflamatórios responsáveis pelo
aumento do estresse oxidativo;
Chá-verde: rico em polifenóis e catequinas. Deve ser ingerido longe das refeições;
Tomate, melancia e goiaba: rico em licopenos, que auxiliam na prevenção de vários tipos de
câncer;
Açaí: rico em fitoquímicos que tem importante ação antioxidante;
Gergelim: diminui os danos causados pelos radicais livres;
Soja: possui isoflavonas que tem ação anti-inflamatória.
Para uma alimentação que colabore para prevenir a formação de radicais livres, estes alimentos
devem ser incluídos diariamente na dieta, além de se evitar ao máximo produtos que contenham
aditivos químicos.



Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-

Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Receita: Bolo de abacaxi

0
Olá queridos.
Fiz um vídeo sobre um bolo de abacaxi que fiz e recebi bastantes elogios.
Fica bem delicioso.



Segue o link com o vídeo explicando e mostrando como fazer o bolo.

https://youtu.be/RjdK5ixt3Eg


Testei: Maquina de fazer crepe suiço Fun Kitchen

0
OI galerinha, beleza?
Hj eu trago um vídeo mostrando a máquina de crepe suiço da fun kitchen.
No vídeo eu explico como ela é e faço uns crepes tb.
Bjus



https://www.youtube.com/watch?v=dms_nrW4tCc

Sacolé \ Geladinho de Tang

1



Sacolé de Tang






Olá queridos.
Hoje venho mostrar o sacolé que fiz, bem rápido e fácil de fazer.
Tb é conhecido como geladinho, gelado, laranjinha, chup chup.
Bom pra criançada e tb para os mais crescidos como eu kkkkkkkk.
Ficou uma delícia.
Vale a pena conferir. Desta vez fiz um vídeo mostrando o passo a passo.
Bjs

Testei: Sabonete líquido Chá Branco - Granado

0
Olá queridos.
Hoje venho mostrar o sabonete liquido que comprei pra deixar na pia do banheiro que é uma delícia.



Cuidados com o corpo: O diabetes e o cuidado com os pés - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

0
O diabetes e o cuidado com os pés

Existem dois tipos de diabetes. 
O tipo 1, que é uma doença autoimune de início mais
frequente entre crianças e adolescentes. Nela, a parte do pâncreas que produz a
insulina é atacada pelo próprio organismo e a pessoa precisa repor doses diárias de
insulina como o tipo 2, o mais comum na população, é uma doença crônica
caracterizada pela resistência do organismo à ação da insulina e pela queda na sua
produção. Os fatores de risco para o seu surgimento são: obesidade, sedentarismo,
herança genética, hipertensão, tabagismo, ovários policísticos, e colesterol e
triglicérides altos. Nos dois casos, a ausência ou insuficiência de insulina faz com que a
glicose não entre nas células, sobrando na circulação.

Cicatrização mais lenta
A glicemia alta provoca uma reação inflamatória nos vasos sanguíneos. Enquanto nos
vasos grandes a possível consequência dessa inflamação é a doença cardiovascular, no
caso dos vasos pequenos, que nutrem a pele, ela prejudica a irrigação. Assim, a
cicatrização de lesões na pele é mais lenta.

Perda de sensibilidade
Os nervos, embebidos em glicose e sem irrigação sanguínea adequada, ficam mais
macios e não funcionam perfeitamente. O efeito é a perda de parte da sensibilidade da
pele, além de coceiras generalizadas e da sensação de agulhamento (como se a pele
estivesse sendo espetada).

Infecções
No diabético, o sistema imunológico não funciona corretamente, o que aumenta a
chance de infecções. Elas podem ser causadas tanto por bactérias quanto por fungos,
como é o caso das micoses.

Acantose nigricans
Quando o organismo não consegue gerar insulina, paradoxalmente começa a produzir
uma substância chamada fator de crescimento de insulina. Ela provoca a acantose
nigricans, doença de pele na qual as regiões de dobras, como pescoço e axilas, ficam
escurecidas e espessadas.

Dermatites
A função de barreira para evitar a perda de água pelo organismo não funciona
corretamente no diabético. O resultado é uma pele desidratada, propensa ao
surgimento de dermatites.

Pé diabético
A pele do diabético, portanto, está mais propensa a sofrer lesões e infecções de todo
tipo. A combinação desse fator com outro, a sensibilidade cutânea deficiente, pode
culminar num problema gravíssimo: o pé diabético. Uma simples lesão pode evoluir
rapidamente para uma infecção porque a pele não recebe irrigação suficiente para
recuperar o tecido lesionado.

A principal medida de prevenção das complicações da doença é examinar a pele,
sobretudo dos pés, pela manhã e à noite. Procure por micoses entre os dedos,
pequenas lesões e feridas pelo corpo e, se encontrá-las, vá ao médico assim que
possível.
Beba bastante água e use hidratante para a pele todos os dias para evitar a
desidratação. Um bom ritual diário é lavar os pés com água e sabão, secar bem e
espalhar hidratante hipoalergênico, sem cheiro e dermatologicamente testado.
Cuide dos sapatos. Use calçados confortáveis, de preferência os produzidos
especialmente para diabéticos. Antes de calçar, cheque cada um em busca pedrinhas
ou qualquer alteração na palmilha que possa machucar a sola dos pés.






Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Cuidados com o corpo: Cuidados para manter a pele hidratada

0
Cuidados para manter a pele hidratada

A dermatologista Dra. Natalia Cymrot dá dicas muitos importantes sobre como manter a pele
hidratada, especialmente, agora que teremos temperaturas mais frias e ventos gelados, fatores
que costumam ressecar muito a pele.
Ingerir líquidos em quantidade adequada, pelo menos 2 litros por dia.
Evitar o excesso de sabões e detergentes (no caso das mãos, proteger com luvas e cremes
hidratantes).
Proteger-se do vento, baixa umidade e frio.
Nas áreas de pouca oleosidade, ou seja, braços, pernas, e algumas regiões do tronco, não
devem ser utilizados sabonetes em demasia, nem buchas, no banho. São preferíveis
sabonetes mais hidratantes, suaves, neutros e principalmente em pouca quantidade, a ponto
de não fazerem muita espuma na pele. A água deve ser morna (banho deve durar,
no máximo, 5 a 7 minutos. Tudo isto ajuda a não remover o manto lipídico.

Para pessoas que tomam mais de 1 banho ao dia, usar sabonete somente em um banho e
nos outros, usar apenas nos locais de maior oleosidade e nas áreas íntimas.
Evitar produtos que contenham álcool em sua fórmula, pois também ressecam a pele.

Utilizar hidratantes logo após o banho, pois eles são bem melhor absorvidos se utilizados até
3 minutos após o banho.

O hidratante adequado vai depender das características da pele de cada pessoa. Muitas vezes, o
tratamento da pele ressecada demora até um mês, não é instantâneo e requer um pouco de
paciência. O profissional mais habilitado para avaliar o tipo de pele e os produtos mais indicados é
o médico dermatologista.




Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Unhas da semana - Ludurana

4
Unhas da semana:

Colorido Ludurana.



Cuidados com o corpo: Cutículas: tirar ou não? - Um papo com Dra. Natalia Cymrot

0
Cutículas: tirar ou não?

As cutículas são estruturas que protegem a parte da unha chamada dobra proximal.
Embaixo desta dobra, fica a matriz ungueal, área com as células que produzem as
unhas. O costume de retira-las existe pela busca de uma estética melhor das unhas,
principalmente entre as mulheres.

A retirada excessiva das cutículas deixa esta região mais desprotegida e mais
vulnerável a entrada de bactérias, fungos ou vírus. Principalmente em pessoas que
lavam ou molham muito as mãos e têm esta região sempre úmida, a infecção por
fungos pode ser mais frequente, já que os fungos são parasitas que aparecem em
áreas úmidas. Quando ocorre alguma infecção, a pele ao redor da cutícula fica
avermelhada e inchada, e as vezes pode sair pus. Isto se chama paroníquia. Pode ser
necessário o uso de antibióticos ou antifúngicos de uso local ou oral para o tratamento
da paroníquia.

O ideal para quem molha muito as mãos, seria secá-las com secador de cabelos
sempre que possível. Na manicure, o material deve ser esterilizado, de preferência em
autoclave ou fervido por 5 minutos, para que não haja transmissão de doenças,
principalmente se houver ferimentos que sangrem na hora da retirada das cutículas.
É muito importante que a retirada das cutículas seja suave, não excessiva, para que a
estética se mantenha e a área não fique machucada e desprotegida.




Dra. Natalia Cymrot – CREMESP 84332-
Site: www.nataliadermatologia.com.br  - Twitter: @dermatologiasp
Facebook: /dermatologista.natalia
Blog: clinicadedermatologia.wordpress.com  - Fone: (11) 3865-9595
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:
Fernanda Bueno – Tel.: (11) 3530-0048/ (11) 97668-2255
Fabiana Veiga – Tel.: (11) 97341-4728

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...